Famílias Arco-íris?

quem são as famílias arco-íris? Testemunhos e realidades.

o saber não ocupa lugar

estudos sobre parentalidades, nova investigação científica, posições oficiais de ordens profissionais, etc

Recursos

Dicas, ideias e conselhos para mães & pais, para aspirantes a mães & pais, e para outr@s educador@s

notícias

Novidades sobre a vida de famílias arco-íris, em Portugal e no mundo.

agenda

Atividades e encontros, dentro e fora de Portugal

Home » notícias

expresso: sondagem sobre adoção e coadoção

Submitted by on Friday, 14 February 2014No Comment

O Expresso publica hoje uma sondagem segundo a qual uma ligeira maioria de portugues@s gostaria de ver referendadas as questões da adoção (leia-se da possibilidade de casais do mesmo sexo serem candidatos ao processo de adoção); e à coadoção, leia-se à possibilidade de pais e mães  poderem recorrer a um tribunal para verem as suas crianças protegidas: com um vínculo legal às duas mães ou aos dois pais.

Segundo a mesma sondagem, ambas as questões ganhariam.

Ou seja, parece que a maioria d@s portugueses quer decidir que as nossas famílias podem existir.

Continuamos a recusar qualquer referendo sobre as nossas famílias.

Aqui ficam os dados:

Portugueses querem referendo sobre coadoção

Sondagem da Eurosondagem para o Expresso e para a SIC revela que, apesar do tema dividir o país quase ao meio, a maioria defende o referendo e o “sim” à adoção e coadoção por casais homossexuais.

 

sondagemqueijos-7786

 

 

 

 

 

 

Foram colocadas quatro questões aos inquiridos. E em todas se nota que o tema do referendo sobre a adoção e coadoção por casais homossexuais divide fortemente os portugueses.

Ainda assim, a maioria dos inquiridos defende a realização de uma consulta popular, considerando que Cavaco Silva deve mesmo convocar o referendo.

Depois, quanto ao conteúdo, o “sim” à adpção e à coadoção vence à tangente nas duas questões colocadas.

Ficha técnica

Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem S.A. para o Expresso e SIC, de 6 a 12 de fevereiro de 2014. Entrevistas telefónicas realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando lares com telefone da rede fixa. A amostra foi estratificada por região: Norte (20,0%) – A.M. do Porto (14,8%); Centro (28,0%) – A.M. de Lisboa (27,3%) e Sul (9,9%), num total de 1025 entrevistas validadas. Foram efetuadas 1266 tentativas de entrevistas e, destas, 241 (19,0%) não aceitaram colaborar neste estudo. A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo, e desta forma resultou, em termos de sexo: feminino – 52,2%; masculino – 47,8% e, no que concerne à faixa etária dos 18 aos 30 anos – 17,6%; dos 31 aos 59 – 49,5%; com 60 anos ou mais – 32,9%. O erro máximo da amostra é de 3,06%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste estudo de opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.
in Expresso, 14 fevereiro 2013

Partilha as tuas impressões!

Escreve o teu comentário. Podes fazer trackback do teu site ou subscrever atualizações dos comentários subscribe to these comments via RSS.

Partilha todas as boas ideias. E enterra as outras :)

Podes usar as seguintes tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blog aceita Gravatar. Arranja um aqui!.