Famílias Arco-íris?

quem são as famílias arco-íris? Testemunhos e realidades.

o saber não ocupa lugar

estudos sobre parentalidades, nova investigação científica, posições oficiais de ordens profissionais, etc

Recursos

Dicas, ideias e conselhos para mães & pais, para aspirantes a mães & pais, e para outr@s educador@s

notícias

Novidades sobre a vida de famílias arco-íris, em Portugal e no mundo.

agenda

Atividades e encontros, dentro e fora de Portugal

Home » arquivo de notícias

Crianças ensinadas contra discriminação no arraial ‘gay’

Submitted by on Wednesday, 30 June 2010No Comment

Em mais uma edição do arraial, espaço dedicado às crianças foi procurado pelos pais não só para divertimento, mas também como uma forma de aprendizagem.

Fernando e José olham orgulhosamente para Martim (nomes fictícios) que está a fazer uma pintura no rosto. De mãos dadas não se afastam do Arraialito, zona dedicada às crianças no Arraial Pride que ontem se realizou no Terreiro do Paço. É um ano especial, com a aprovação do casamento gay e este casal realçou a importância do reconhecimento de direitos. Mas, naquele momento, o que importava era Martim e que ele se relacionasse com outras crianças que tenham uma família como a dele.

“A ideia principal de trazer o Martim aqui é para ele perceber que há mais pessoas como nós”, explicou Fernando, de 37 anos, ao DN. Martim nunca estranhou o facto de o pai começar a namorar com outro homem. “Fizemos tudo com calma e no outro dia ele até me veio perguntar: gostas muito do José, não gostas?”, contou.

Crianças como o Martim são a prova de uma realidade agora mais exposta e Fernando acredita que a geração do filho, que tem sete anos, irá encarar com maior naturalidade as famílias com pais do mesmo sexo.

Quanto ao casamento, José, de 32 anos, defende que não se alterou nada na mentalidade da sociedade: “Apenas ficámos com os mesmo direitos, o que era importante.” E casar? “Temos um problema. Queremos adoptar uma criança e para isso não podemos estar casados”, salientou Fernando. Mas José acrescentou: “Um casamento nada muda na relação.”

No Arraialito, Martim não teve só direito a pinturas. Houve uma sessão de filosofia, as crianças aprenderam a fazer origamis, coloriram livros nos quais as figuras retratavam famílias de pais homossexuais com os filhos e dançaram.

in DN, 27 Junho 2010

Partilha as tuas impressões!

Escreve o teu comentário. Podes fazer trackback do teu site ou subscrever atualizações dos comentários subscribe to these comments via RSS.

Partilha todas as boas ideias. E enterra as outras :)

Podes usar as seguintes tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blog aceita Gravatar. Arranja um aqui!.