Famílias Arco-íris?

quem são as famílias arco-íris? Testemunhos e realidades.

o saber não ocupa lugar

estudos sobre parentalidades, nova investigação científica, posições oficiais de ordens profissionais, etc

Recursos

Dicas, ideias e conselhos para mães & pais, para aspirantes a mães & pais, e para outr@s educador@s

notícias

Novidades sobre a vida de famílias arco-íris, em Portugal e no mundo.

agenda

Atividades e encontros, dentro e fora de Portugal

Home » agenda

“Aos Nossos Filhos” com Maria de Medeiros, até domingo no Villaret

Submitted by on Monday, 20 May 2013No Comment

420“Aos Nossos Filhos” com Maria de Medeiros

O Ano do Brasil em Portugal apresenta “Aos Nossos Filhos”, protagonizado pela portuguesa Maria de Medeiros e pela brasileira Laura Portas, também autora do texto.

Com direção de João das Neves, “Aos nossos Filhos” encontra a sua síntese no confronto entre mãe e filha. A mãe, interpretada por Maria de Medeiros, é divorciada, com três casamentos e filhos em dois deles, mais os enteados. É uma mulher que lutou contra a ditadura no Brasil, pegou em armas, foi exilada e morou em diversas partes do mundo.

A filha, vivida pela atriz Laura Castro vive um casamento que já vai completar 15 anos com outra mulher, que está grávida do primeiro filho do casal. E é a partir daqui que nasce a história.

A peça propõe uma reflexão sobre as famílias contemporâneas e está em cena no Teatro Villaret, entre hoje e domingo.

(notícia Destak)

Maria de Medeiros estreia peça «Aos Nossos Filhos» em Brasília

A cantora, cineasta e atriz portuguesa Maria de Medeiros estreia a 01 de fevereiro, na capital brasileira, a peça «Aos Nossos Filhos», que trata de relações familiares contemporâneas, inserida na programação do Ano de Portugal no Brasil.

O texto trata dos conflitos de duas gerações, quando a filha, interpretada pela atriz brasileira Laura Castro, conta para a mãe, Maria de Medeiros, que terá um filho através da barriga da sua companheira, com quem vive há 15 anos.

O texto, baseado na experiência pessoal da autora, Laura Castro, também trata de outras temáticas, já que a mãe é uma mulher que lutou contra a ditadura no Brasil, pegou em armas, e acabou exilada em diversos países.

«A peça evoca uma série de temas muito atuais, que tem a ver com as mutações na sociedade e os choques de modelos de sociedade. Mas evoca de maneira aberta, pois permite ao público se envolver na discussão e sair do teatro pensando», afirmou, à Lusa, a atriz que atuou em «Pulp Fiction», de Quentin Tarantino.

Maria de Medeiros realçou que a temática é «muito real», e que não somente mães e filhas podem reconhecer-se nela, mas também pais e filhos, ou pessoas de gerações diferentes.

A peça marca o regresso da atriz ao teatro no Brasil após 27 anos, quando esteve pela primeira vez no país e interpretou um texto francês e esta será a sua primeira atuação nos palcos com um texto brasileiro.

Fora do teatro, Maria de Medeiros gravou e atuou posteriormente em filmes no Brasil, como «O Xangô de Baker Street», baseado num romance do humorista Jô Soares.

A atriz contou que o seu encontro com o espetáculo «Aos Nossos Filhos» foi «um conjunto de coincidências incríveis». A atriz terminou recentemente um documentário longa-metragem para a Comissão de Amnistia no Brasil «Repare Bem», que aborda a relação da mulher e da filha de Eduardo Leite, o Bacuri, morto pela ditadura militar brasileira (1964-1985).

Maria de Medeiros acabou também de gravar seu disco «Pássaros Eternos», que será lançado em breve, dentro da temática familiar da relação com os filhos. «Quando recebi a peça de teatro em Paris, pensei que era coincidência e que deveria aceitar essa proposta e essa aposta», afirmou à Lusa, por telefone.

A peça, que fica até 24 de fevereiro no Centro Cultural do Banco do Brasil, em Brasília, deve depois ser apresentada no Rio de Janeiro e em São Paulo, segundo a atriz.

O texto nasceu de uma experiência pessoal da autora, Laura Castro, que é casada há 13 anos com a companheira e tem três filhos: um adotado e um gerado por cada uma das cônjuges. A peça é dirigida pelo brasileiro João Neves.

(notícia Lux em 2013-01-20)

Partilha as tuas impressões!

Escreve o teu comentário. Podes fazer trackback do teu site ou subscrever atualizações dos comentários subscribe to these comments via RSS.

Partilha todas as boas ideias. E enterra as outras :)

Podes usar as seguintes tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blog aceita Gravatar. Arranja um aqui!.